Volta às aulas: jogos e brincadeiras para facilitar a integração das crianças

Novos colegas, professoras diferentes, mudança de colégio.

O início do ano letivo nem sempre é uma experiência fácil para as crianças, principalmente as mais pequenas. O medo do novo e a de uma rotina totalmente diferente podem gerar dificuldades para adaptação das crianças nas primeiras semanas.

Quando o assunto é adaptação escolar, os educadores exercem papel fundamental e podem se tornar facilitadores neste processo. Para isso vale apostar em algumas dinâmicas que promovem a interação e captam o interesse das crianças.

Confira algumas dicas de jogos e brincadeiras que separamos:

- Tour pela escola: se houver muitas crianças novas na turma, é fundamental que o professor apresente a elas a estrutura oferecida pela instituição. Para os mais novos, que acabaram de chegar da educação infantil, tudo é novidade. É importante que eles saibam onde ficam os principais locais que usarão com frequência e a quem recorrer em caso de dúvidas. Para promover a interação, o professor pode escolher alunos que já conhecem o colégio como apresentadores.

- Não deixe a bexiga cair: além de divertir as crianças, essa dinâmica vai promover a cooperação entre elas. Encha vários balões um por aluno - e distribua entre a turma. Ao sinal do educador, eles devem ser lançados para o alto e todos devem colaborar para que nenhum caia. Em determinado período, um aluno deve ser retirado da brincadeira, até que os alunos restantes não consigam manter todas as bexigas no alto. Assim o professor pode explicar que todos são importantes para a classe e que a cooperação os tornará mais fortes.

- Procurando um coração: fácil e acessível, essa dinâmica faz com que os alunos se conheçam melhor. Faça corações de cartolina, cortados em duas partes que se encaixem. Cada coração só pode se encaixar em uma metade, por isso os recortes devem ser diferentes. Distribua os corações de forma aleatória e ao tocar uma música, as crianças devem andar pela sala em busca da outra metade. Quando todos os participantes formarem os corações, oriente para que eles possam conversar sobre quem são e o que mais gostam de fazer.

- Ludopedagogia: crianças aprendem brincando e inserir a brincadeira no contexto pedagógico é essencial para o desenvolvimento delas. Com planejamento e propósito, os professores conseguem inserir esse contexto no dia a dia e auxiliar a aprendizagem dos alunos de forma leve e dinâmica. Além disso, saber que na escola também existe brincadeira fará com que o aluno se interesse mais pela nova rotina.

Se você quer saber como inserir a ludopedagogia no contexto escolar, separamos cinco passos para implementar essa prática pedagógica, neste e-book gratuito.

Cristiano Sieves

Especialista em Ludopedagogia

Especialista em Ludopedagogia para Educação Infantil e anos iniciais e autor de livros infantis, tem mais de 10 anos de experiência desenvolvendo jogos e games na área de Educação. Atualmente é Gerente de Marketing e Produtos na Playmove.