Blog Aprender Brincando Blog Aprender Brincando
03 jul

Tecnologias assistivas: ferramentas para diferentes tipos de deficiências de aprendizado

Tecnologias ludopedagógicas tecnologias assistivas

Felizmente, vivemos em tempos em que aumenta a sensibilidade para a inclusão social de deficientes físicos. Para além do mercado de trabalho, que conta com uma legislação que garante cota de 2% a 5% dos postos de trabalho em empresas com mais de 100 funcionários, as escolas devem saber identificar as deficiências e conhecer as tecnologias assistivas disponíveis para aumentar o índice de inclusão de crianças com dificuldades físicas e cognitivas.

Abaixo, elencamos sete deficiências de aprendizado enumerados pela Reading Rockets (em inglês) e as ferramentas disponíveis para minimizá-las:

Teclado alternativo

Esses teclados programáveis têm funções especiais que permitem customizar a aparência e as funcionalidades de um teclado padrão. Estudantes que têm distúrbios de aprendizado ou dificuldades para digitar podem se beneficiar dessa customização que permite reunir as teclas por cor ou adicionar cores para facilitar o manuseio.

Livros e publicações em áudio

Livros gravados permitem que usuários que sejam deficientes visuais ou tenham dificuldades de concentração escutem textos em tocadores de MP3, CDs ou qualquer outra plataforma de som. Atualmente, há alguns serviços sob assinatura que oferecem diversas bibliotecas em áudio.

Planilhas eletrônicas

Pessoas que têm dificuldades em organizar problemas matemáticos com lápis e papel podem usar planilhas eletrônicas que ajudam a organizar e alinhar informações na tela do computador. Conforme o tipo de deficiência, esse software pode ser complementado por um sintetizador de voz que leia os números que estão na tela.

Sublinhadores e organizadores gráficos

Esse tipo de software ajuda usuários com dificuldade de organização a começarem a escrever um projeto, porque permite destacar ideias de forma não estruturada para, depois, organizá-las de forma mais apropriada.

Software para reconhecimento de fala

Crianças com dificuldades motoras severas (principalmente nas mãos) podem ter melhor desempenho estudantil e maior auto-estima com o apoio de programas para reconhecimento de voz. O aluno dita ao microfone suas ideias e o software escreve as palavras ditas, facilitando a composição de uma redação ou de respostas dissertativas.

Uma das tecnologias assistivas mais interessantes., esse tipo de software ainda apresenta problemas com o nosso idioma, mas já estão disponíveis algumas ferramentas gratuitamente na internet.

Leitores de tela e sintetizadores de voz

Deficientes visuais têm a sua interação com a Internet e com outros materiais didáticos facilitada com as tecnologias de leitores de tela e sintetizadores de voz. Eles permitem tanto a leitura dos materiais quanto a checagem do que o estudante deficiente está escrevendo.

Gravadores de velocidade variável

Esse tipo de tecnologia permite ouvir aulas e palestras em áudio e, com o recurso VCS (controle de velocidade variável) se pode escutar as gravações de forma mais lenta ou acelerada sem distorcer a voz de quem está falando.

A PlayTable tem recursos que a colocam entre as tecnologias assistivas disponíveis, mas queremos aprender mais! Compartilhe suas história com esse tipo de ferramenta pedagógica e ajude outros professores a aprenderem mais sobre educação inclusiva.

CTA - PPA

Comentários

Receba as nossas novidades

a gente promete só enviar notícias legais! ;)