Blog Aprender Brincando Blog Aprender Brincando
03 ago

Dicas para tornar o ensino da matemática mais atrativo para as crianças

Boas práticas ludopedagógicas playtable-grupo6

Um estudo realizado pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), divulgado no último ano, mostra que 70% dos estudantes brasileiros de 15 anos não sabem o básico em matemática. O número acende um alerta sobre a importância de se repensar o ensino da disciplina ainda nas primeiras séries da educação básica.

Quem nunca ouviu alguém dizer que tem dificuldades com matemática? Que não lembra ou não entende as regras de determinadas fórmulas? Para mudar essa realidade, separamos algumas dicas que os educadores podem colocar em prática no dia a dia da escola:

Contextualizar com a rotina dos alunos: esse é um aspecto que faz toda a diferença na aprendizagem. Mais do que decorar fórmulas ou regras, é necessário que o aluno entenda o conceito daquilo que está sendo apresentado. Para isso, o educador pode utilizar questões comuns na rotina das crianças. Por exemplo: o número de pessoas em sua família, a divisão  de uma fruta, número de brinquedos. É importante que o aluno visualize, na prática, aquilo que aprendeu nos livros.

Jogos: utilizar o universo lúdico, principalmente na educação básica, é fundamental. Além de tornar as aulas mais atraentes, as crianças aprendem brincando, de forma mais fácil e intuitiva. Aqui podem ser utilizados desde jogos mais tradicionais, como os de cartas (que apoiam em questões como soma, divisão e multiplicação) até os mais modernos, como os oferecidos pela PlayTable. Um dos mais bacanas, e que pode ser jogado por até quatro alunos ao mesmo tempo é o Brinquemática. Neste game, as crianças precisam, em conjunto, calcular a quantidade de coisas que levam em cada lado do barco, para garantir que ele não afunde.

Movimento maker: além de aprender os conceitos e os aplicar através de jogos, os professores podem aplicar a metodologia maker no ensino da matemática. Neste contexto, mais do que se divertir, as crianças deverão criar suas próprias invenções utilizando conceitos da disciplina. Seja na construção de blocos para montar, no cálculo de pesos para garantir o equilíbrio em uma maquete, o fato é que o aluno vai colocar em prática aquilo que comumente só encontra nos livros e rapidamente esquece.

Matemática na cozinha: ter que fazer uma receita pode ser uma forma diferente e interessante para que as crianças aprendam alguns conceitos matemáticos. Na hora de preparar um bolo, por exemplo, deverão saber mensurar quantidades, dividir em partes iguais alguns ingredientes, ou mesmo a massa. Além disso, a criança cria a noção de sequência e organização, bem como de calcular o tempo de preparo.

Comentários

Receba as nossas novidades

a gente promete só enviar notícias legais! ;)