Blog Aprender Brincando Blog Aprender Brincando
29 jan

Desenvolvimento do letramento: cinco questões para levar em consideração

Novidades da Playmove

Muito além da alfabetização, processo que ensina a criança a ler e escrever, o letramento é um conjunto de ações que garante ao aluno a inclusão na cultura em que vive. Não é apenas reconhecer letras, sílabas e palavras, mas entender suas aplicações e significados. Muitas vezes, ele começa antes da alfabetização, quando a criança já distingue questões culturais também relacionadas à escrita ou mesmo símbolos (como placas de trânsito, por exemplo).

Porém nem sempre os dois conceitos andam juntos. Aprender a ler e escrever pode ser mais fácil neste processo, enquanto interpretar e estar inserido no contexto cultural da linguagem é mais complexo. Segundo o Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), quase 30% das crianças que chegam ao 5º ano apresentam rendimento inadequado em compreensão leitora. Por isso, mais do que aplicar planejamentos e avaliar o rendimento escolar do ponto de vista técnico – as letras estão escritas corretamente – é preciso estar atento ao discernimento do aluno em relação ao que está aprendendo.

Algumas questões irão ajudar o educador a inserir o aluno no contexto do letramento. Confira:

1 –Leitura e contação de histórias

Essas podem ser consideradas algumas das ações mais eficazes no processo de letramento. Ao ler uma história, especialmente aquelas indicadas para a sua faixa etária, a criança criará interesse por entender o que está acontecendo com os personagens. Já na contação de história, a entonação de voz e as figuras que compõem o livro prendem a atenção dos alunos, especialmente os da educação infantil, que estão iniciando o processo de letramento. A partir daí, passam a associar palavras, imagens e significados. Além disso, é dessa forma que elas tomam gosto pela leitura e tornam esta prática um hábito comum em suas rotinas. Há ainda opções tecnológicas, como o aplicativo Contador de Histórias, da PlayTable. Ele traz opções de livros digitais que incluem a Língua Brasileira de Sinais e garantem a inclusão de crianças com deficiências auditivas.

2 – Aprender através do universo lúdico

Games educativos apoiam o processo de letramento porque ajudam na associação visual de palavras e definições. Opções como o Papa-Letras, por exemplo, auxiliam na memorização da grafia das palavras, além de associar imagens e palavras.

3 – Gestos e expressões

Associar a escrita ao dia a dia é essencial para que a criança, além de ler e escrever, consiga contextualizar a aprendizagem à rotina. Por isso, é importante que o professor aposte também em expressões, gestos e dinâmicas durante as lições. Mais do que apenas repassar o conteúdo, mostrar como elas se aplicam é um diferencial. A técnica é bastante eficaz na hora de abordar os acentos e as pontuações, por exemplo.

4 – Memorização através de jogos

O apelo visual tem grande importância nessa fase, assim como o lúdico. Jogos como o Boquinhas, em que a criança visualiza como a boca se mexe ao pronunciar uma letra ou sílaba, além de trazer figuras que remetem à palavra, são um trunfo no processo de memorização.

5 – Contribuição da família

É importante que a escola tente engajar a família do aluno no processo de letramento. Ele precisa ser contínuo, inclusive em casa. Seja na ida ao supermercado, em que a criança ajuda na lista de compras, ou na leitura com os pais, são nestes momentos que ela vai fortalecer a aprendizagem. O letramento é muito mais eficaz quando escola e família atuam junto com a criança.

Comentários

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!

Receba as nossas novidades

a gente promete só enviar notícias legais! ;)